Pedido de divulgação junto dos vossos associados do Workshop do projeto SIMWOOD e StarTree

O Instituto Superior de Agronomia (ISA) e a empresa Florestas e Afins, Lda (ForestFin), são participantes no projeto Europeu “SIMWOOD – Sustainable Innovative Mobilisation of Wood”. O projeto contempla 2 áreas estudo, a NUT II Alentejo e a região do Nordeste Transmontano (esta última da responsabilidade do Instituto Politécnico de Bragança).

GOVERNO PRORROGA PERÍODO CRÍTICO DE INCÊNDIOS

O Secretário de Estado das Florestas assinou a portaria que prorroga até ao próximo dia 15 de Outubro o período crítico no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta contra Incêndios.

O período em causa estende-se normalmente até 30 de Setembro. No entanto, «por força das circunstâncias meteorológicas excepcionais», o Secretário de Estado Amândio Torres decidiu prolongar este período, mantendo os dispositivos de vigilância e combate a incêndios em estado de alerta.

Estratégia nacional para agricultura e produção biológica – Consulta pública

A definição de uma estratégia política nacional para a agricultura e produção biológica, com o objetivo de apoiar um crescimento sustentável deste modo de produção através de medidas e ações adequadas às exigências da oferta e da procura atuais, é uma aspiração dos operadores que se dedicam a esta atividade e constitui um dos objetivos principais do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, convergindo para objetivos da estratégia Europa 2020 e da Política Agrícola Comum (PAC), no âmbito da política de qualidade dos produtos agrícolas e géneros alimentícios.

A ANEFA e o RJAAR

Quando o RJAAR começou a ser criado, levantaram-se vozes criticando a legislação, apelidando a mesma de Lei dos Eucaliptos. No fundo, segundo os mais críticos, a lei facilitava a cultura do eucalipto e complicava a cultura das restantes espécies. Para nós, o ponto essencial do RJAAR, e do qual poucos falam, é que pela primeira vez, para qualquer obra florestal havia um técnico responsável pela arborização proposta e uma técnico que analisava essa proposta e que a aprovava ou não, nas condições propostas (…) 

Publicidade Enganosa feita por empresas de formação

A ANEFA é muito crítica com a oferta formativa disponível no mercado. Existe muita publicidade enganosa, dizendo que o tipo de formação obrigatória por lei se consegue obter em 16 horas. Todos nós sabemos que é obrigatório por lei ter formação dada pela entidade patronal, mas daí a “enganarem” as empresas/trabalhadores vai um passo muito grande.

“Isto Cansa”

Para quem viu, ouviu e viveu, mas ainda não esqueceu, 2003 e 2005 e 2007 e tudo o que aconteceu antes… o que já se disse e discutiu e as barbaridades que se vão ouvindo… vindas de gente que pelo menos devia ter memória e espírito crítico!
Os fogos que importam discutir são os grandes… o que importa efectivamente saber é porque arde tanto e tão depressa…

Ao navegar neste site autoriza a utilização de cookies e concorda com a nossa política de privacidade.